Le Desordre C’est Moi


Tantos caminhos para escolher. Tão pouco para desfrutar.
dezembro 7, 2010, 1:27 am
Filed under: Comportamento, Pessoal, sentir | Tags: , ,

Tenho andando tentando fugir da incerteza que se encontra a minha vida. Apesar de tantos caminhos a seguir acabo parada olhando para todos os lados como um cachorro assustado procurando seu dono, sem entender exatamente aonde posso parar. Qualquer rota vai me levar num local diferente que talvez me faça ser a mesma pessoa ou que mude completamente a minha vida e deixe tudo invertido. E eu não sei se é isso que eu quero. Ou se não é.
Por hora permaneço parada buscando uma luz atrás de qualquer um dos caminhos, mas começo a ficar tentada a fechar os olhos, girar e escolher no escuro qual será o destino que vou tomar, já que parece que ninguém mais pode gritar meu nome guiando qual é o caminho mais seguro, feliz e que me deixará mais satisfeita. (Alguém fez isso um dia?)

A impossibilidade de escolher mais de um caminho me corrói de uma maneira absurda, só imaginando a quantidade de VIDA que estou desperdiçando deixando de aproveitar todos eles, podendo escolher apenas um, dentre tantos. Poderia viver trinta e cinco histórias diferentes, mas só posso fazer uma escolha, e nem volta ela terá. Cada escolha abre mais uma gama de caminhos que vão me fazer parar e pensar na quantidade de coisas que estou perdendo não podendo aproveitar cada um deles detalhadamente, voltar e escolher o próximo, um após o outro, até decidir qual eu vivi mais e qual me identificaria melhor para traçar o caminho, seja lá qual for ele. Como eu vou saber qual é o caminho, quando não posso nem conhecer todas as opções e destinos?
Acabo sempre de olhos vendados rodando no escuro, escolhendo um destino que não conheço e que vai me levar para onde nunca estive. Mas e os outros destinos, cada caminho que eu não escolhi, para onde eles vão? Tantos caminhos para escolher. Tão pouco para desfrutar.

Anúncios


Não tente
fevereiro 4, 2009, 4:31 pm
Filed under: para pensar, sentir | Tags: , , , , ,

Texto que eu escrevi há pelo menos dois anos atrás e acabei de encontrar no meu computador. Incrível como ele ainda bate comigo até hoje…

Não tente entender as mudanças, crises, vontades, loucuras.
Algumas coisas não mudam nunca, outras, mudam a toda hora.
Olhar pra frente com a cabeça erguida, independente do peso que carrega em suas costas.
Lutar com força, sabendo que podes vencer e podes perder. E aceitar o final com orgulho de ter lutado, independente do resultado.
Sempre, SEMPRE dar o maximo de sí em algo que julgas necessario.
Não desistir enquanto souber que podes tentar mais uma vez…se valer a pena.
Apaixonar-se diariamente por si mesmo.
Pensar antes de falar e fazer as coisas.
Ser espontaneo.
Amar, amar e amar de novo…se valer a pena.
Expandir horizontes.
Focar-se na sua felicidade.
Mudar, mudar e mudar de novo…e de novo.
Amadurecer.Aprender.Viver mais.
Lembrar de bons momentos como momentos que passaram e não voltarão nunca mais…e não sentir saudades.
Tentar mais uma vez.
Acreditar menos nas pessoas.
Acreditar mais nas pessoas.
Acreditar mais em si proprio.
Fazer valer a pena.
Saber que independente do que voce possa ou não possa fazer, existem coisas que não dependem só de você.
Procurar mais o lado positivo.
Buscar dentro de si mesmo o tipo de pessoa que você gostaria de conviver.
Sofrer,mas sofrer muito…sabendo que isso um dia vai mudar.Porque algumas coisas mudam a toda hora.
Outras…não mudam nunca.