Le Desordre C’est Moi


Seu lugar
junho 22, 2010, 3:04 pm
Filed under: sentir | Tags:


Podia sentir que naquele lugar ela poderia dançar entre suas mil personalidades, oscilando em temperamentos e vontades, como sempre desejou.
Que ali poderia ser quem ela realmente era, pensar e falar o que quisesse, contar seus maiores medos, dos infantis aos realmente assustadores. E dizer tudo que ela estava sonhando sem ser taxada de louca ou mal interpretada.
Ela não é pré julgada, é acolhida.

É ali que ela quer passar essas noites de inverno que estão por vir, comendo besteiras, brincando com seus cachorros, fazendo as unhas ou dormindo. Não importa o que, importa onde.
E que afinal, pensar todas as loucuras que ela pensou a vida inteira não é errado, ela pode contar ali, e é estimulada a pensar ainda mais a fundo, enlouquecer e se perder cada dia mais. Afinal, o lugar geográfico é o de menos.

E ela notara que ali, deitada naquele ombro, era seu lugar.

photo

Anúncios

2 Comentários so far
Deixe um comentário

Que lindo texto… adorei 🙂 beijo!

Comentário por Lih

Que bom que gostou! 🙂

Comentário por debbiecorrano




Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: