Le Desordre C’est Moi


Nicole Kidman
setembro 21, 2008, 6:56 pm
Filed under: Atualidades, famosos

Nicole Kidman já ganhou diversos globos de ouro e oscars (dentre eles o de melhor atriz em As Horas e o MTV Movie Awards de melhor atriz por Moulin Rouge), fez filmes cults (como Dogville), vive no tapete vermelho para lá e para cá, fez filmes muito conhecidos como Os Outros, De olhos bem fechados (de Stanley Kubrick) e Cold Mountain.
Tudo isso subiu a cabeça de Nicole, que cobra horrores para gravar filmes e acaba dando prejuizo para diretores de Hollywood. Após seu Oscar em 2002 pelo filme As Horas, Kidman ficou supervalorizada, mas seus filmes não estão fazendo tanto sucesso esse ano. Em 2007, a cada dollar que ela recebia, os filmes ganhavam oito. Esse ano, a cada dollar que ela ganha, eles ganham outro um dollar.

Parece que Kidman está caindo…alguns dizem que com seu proximo filme, Austrália (what?), sua situação pode melhorar…outros dizem que ela já deu o que tinha que dar, que se estragou fazendo a plastica do Michael Jackson no nariz e acabou com o resto de sua carreira.

Nicole Kidman fazendo de-tu-do pelo sucesso.

Outra coisa que eu acho legal dos famosos é isso aqui ó:

Comofas ficar bonita?

Anúncios


To Write LOVE on her arms
setembro 15, 2008, 3:53 am
Filed under: Atualidades, Moda

To write love on her arms (Para Escrever Amor Nos Braços Dela) é uma campanha que luta contra a depressão e que se espalhou no mundo inteiro pois muitas bandas famosas aderiram a causa.

https://ledesordre.files.wordpress.com/2008/09/148167344_41368381ef1.jpg

Tudo começou quando uma menina chamada Renne, entupida de cocaína, conheceu um cara chamado Jamie Tworkowski. Jamie sabia da dependencia da menina e se juntou com alguns amigos para leva-la até uma clinica de reabilitação junto com a Amy. Ela pediu uma noite para pensar, e nela aproveitou para se cortar, escrevendo “Fuck Up” com sangue em um deles. (daí o to write LOVE)

Existe um “vicio” chamado cutting que muitas pessoas tem (inclusive é confundido com depressão pois acham que ela quer se matar), que é o habito de se machucar, se cortar, etc.

https://ledesordre.files.wordpress.com/2008/09/onj.jpg

No dia seguinte, ela aceitou ir para a clinica, mas não a aceitaram, pois lá nao tinha centro de desintoxicação (e ela tinha cheirado todas). O unico jeito foi ficar em sua própria casa, com ajuda de amigos, parentes, café, musica e livros durante cinco dias para que ela se desintoxicasse e pudesse ir para a clínica.

Essas camisetas e moletons surgiram para pagar seu tratamento, eles estão todos a venda num site por um preço bem bacana 😉
http://www.twloha.com

Esse é, provavelmente, só o começo de um movimento que tem tudo para dar certo. O de você poder mostrar ao outro que ele pode ter uma “nova vida”, basta querer.
Ao perguntarem para a própria Renne o que ela tem a dizer as pessoas que estão vivendo a mesma situação que ela, ela disse apenas: “Tell them to look up. Tell them to remember the stars” (Diga para que olhem para cima. Que se lembrem das estrelas).

(info para esse post no próprio site do twloha e no http://solomon1.com)



Cavalos na comunicação
setembro 6, 2008, 3:10 pm
Filed under: Faculdade, para pensar, Vida Real

Como todo mundo sabe, eu faço faculdade de Publicidade né, e a primeira coisa que você tem ser quando faz publicidade é CABEÇA ABERTA. Acho que isso não deveria ser só por causa de um curso de faculdade sabe, mas uma coisa para a vida mesmo, apesar de o que me fez pensar isso foram algumas pessoas da minha faculdade.
Não entendo como alguém que é preconceituoso, cabeça fechada, que acha que só o estilo de musica que ouve, as baladas que vai e o ambiente que frequenta é bom e o resto é uma merda pode querer trabalhar com COMUNICAÇÃO. A menina SE RECUSA a ouvir qualquer coisa que saia um pouco da linha de musica que ela gosta, nem conhece as coisas, nunca ouviu falar e já sai julgando. Por um lado acho isso lindo também porque sei que pelo simples fato de não ser uma imbecil de cabeça fechada e querer conhecer tudo (ir em shows nada a ver, ouvir musicas diferentes das que ouço mais, ir para lugares totalmente diferentes dos que frequento, conversar com gente diferente, etc.) já me tornam superior (profissionalmente falando) a essas pessoas. Como alguém quer se comunicar com o mundo todo quando possui um cabresto enorme ao lado de seus olhos? Acho uma imbecilidade tremenda você ter preconceito com absolutamente QUALQUER coisa. Se alguém gosta de uma coisa diferente, um motivo tem. E pq vc não pode conhece-lo? E principalmente respeita-lo né.
A fulaninha ouuuve falar a palavra “SAMBA” e já fica “afff, credo, vou embora dessa aula, quanta bosta, afff que lixo” e simplesmente não ouve absolutamente nada do que as pessoas que conheceram o tema tem a dizer! É muito irritante essa falta de respeito vindo direto de um bando de pessoas que fazem COMUNICAÇÃO SOCIAL. Porra, vai fazer sei lá, matemática, que você não precisa conhecer absolutamente todos os estilos, todas as musicas, os filmes, os sons, as idéias e tudo mais, só os numeros e todas aquelas contas que mal mudam durante uns…50 anos. –‘
Me irrito demais com esse povinho que se acha superior só porque lê tais livros, vê tais filmes, ouve tais musicas. Todo mundo tem seu valor, todos os livros, todas as musicas, todos os filmes, as crenças, as histórias…

Poderia ficar aqui fazendo um monólogo por horas falando do cabresto de 90% da população brasileira, mas hoje é dia 6 de setembro, e como diz o http://www.diadosexo.com.br :

Hoje é o Dia do Sexo, desligue o computador e vá transar.



Masoquismo opcional
setembro 3, 2008, 2:33 am
Filed under: para pensar, Pessoal

Para ouvir enquanto lê: Butch Walker – Don’t Move (sério, vale a pena)
http://br.youtube.com/watch?v=TnlpHKQXCps

” É absurdo como o ser-humano tem, no seu interior, um desejo totalmente masoquista. E saber que absolutamente tudo é e sempre sera a mesma coisa e ainda insistir num erro. Correr atras do que tê faz mal e não te completa e nem faz questão disso. Desejar até o ultimo fio da cabelo o que é racionalmente impossivel dar certo quando não há esforço mutuo. Insistir numa coisa que acabou há muito tempo, se é que começou… quando não há entrega, não há cumplicidade, necessidade…Não há.
Existe amor nesse coraçãozinho gelado? Existe vontade de ser totalmente de alguém? De se entregar? De depender? De sentir saudades até o coração apertar tanto que parece que vai sumir?
É estranho estar em uma coisa que não faz seus olhos brilharem mais. (algum dia eles brilharam?) Algum dia houve uma necessidade incontrolavel de encontrar com um alguém, apenas para dar um abraço forte e sentir todos os seus problemas se resumindo a migalhas perto do que você pode sentir naquele abraço? E qual sua atitude perante a isso?
São milhares de questionamentos que não foram respondidos. De ações incompreensiveis.
É possivel sentir um incontentamento mútuo, mas apenas uma vontade de mudar. E só com ela não dá pra fazer nada.
Ou é apenas mais alguma brisa de uma cabeça no auge da TPM. “



Igualdade aonde?
setembro 1, 2008, 5:54 pm
Filed under: Comportamento, Outros, para pensar, Vida Real

Você acorda cedo, toma um café correndo, pega onibus e metrô cheio para chegar no trabalho. Fica por 8 horas lá, saí, passa um batomzinho e vai correndo para a faculdade. Assiste suas aulas rezando para liberarem mais cedo para você poder tomar um bom banho, mas isso raramente acontece. Chega em casa mais de onze da noite, toma um banho rápido, come uma coisinha qualquer e precisa dormir para acordar cedo e começar tudo de novo.

Isso homens e mulheres precisam fazer.

Mas a mulher precisa estar sempre perfumada, cheirosa, com o cabelo liso e limpo, em forma (não pode estar flácida, se não é feio!), precisa escolher roupas bonitas, confortaveis e que não marquem nada, precisa ter as unhas feitas sem esmalte lascado, uma maquiagem leve, mas sempre bonita. A pele sem oleosidade, cravos ou espinhas, não pode comer muito para não ficar acima do peso (Então você trabalha e estuda o dia inteiro e não pode chegar em casa exausta e se entupir de leite condensado com limão????), quando chega em casa, as 11 e pouco da noite, não pode comer nada pesado (é o que as revistas de beleza dizem), precisa fazer tratamentos para estrias e celulite (porque é feio né!), chegar em casa e ainda ligar pra o namorado ou conversar com alguéns no msn para não perder totalmente sua vida social. Se você tem algum animal de estimação, tem que dar atenção pra ele, brincar, dar de comer, de beber, fazer muito carinho. Se tem filhos o trabalho é maior ainda. E se mora sozinha nem se fala. E a TPM??? Não pode beber muito no fim de semana porque estraga a pele e “é feio mulher bebada”,né? (Isso com certeza foi dito por um homem.) Não pode sair para a balada e pegar quem quiser, pois mulher precisa se valorizar. E se quiser dormir com o carinha que você está ficando há um tempo? MAGINA! MULHER TEM QUE SE VALORIZAR!!!E na semana seguinte, tudo de novo.

Que tipo de igualdade entre homens e mulheres é essa? A mulher conquistou o emprego e as chatisses da vida de homem, mas quando que um homem precisa estar totalmente em forma se não “é uma baleia”? Quando que um homem precisa pensar no que os outros vão pensar pra não ser chamado de “puto”? Esse tipo de igualdade social é muito engraçado. Como a mulher vai ter tempo pra se manter em forma, trabalhando e estudando o dia todo? E como é broxante você chegar em casa depois de um dia todo de trabalho e estudo, após cumprir todas as suas obrigações, de TPM e não poder comer doces porque precisa manter a forma e ainda se preocupar ocm o que os outros vão falar se ela engordar um ou dois kilinhos.
Esse padrão de vida feminino, é claramente mais puxado que o padrão de vida masculino. Essa igualdade de sexos que a “mulher já alcançou” não existe, com certeza foi um homem que inventou que conseguimos.
O sexo feminino é um bilhão de vezes mais cobrado que o masculino, isso em todas as areas da vida de absolutamente todo mundo.