Le Desordre C’est Moi


A Desordem

Depois de 2 anos e meio nesse endereço absurdamente dificil de escrever (Le Desordre C’est Moi), agora estou escrevendo aqui:

www.adesordem.com

www.adesordem.com

www.adesordem.com

www.adesordem.com

www.adesordem.com

Se você já seguia meu RSS, é só mudar pra esse endereço aqui: http://feeds.feedburner.com/adesordem

Ainda tá bem no comecinho, mas é isso aí. Lá com certeza vai ser bem mais atualizado que aqui, tá?

Beijo🙂



Tantos caminhos para escolher. Tão pouco para desfrutar.
dezembro 7, 2010, 1:27 am
Filed under: Comportamento, Pessoal, sentir | Tags: , ,

Tenho andando tentando fugir da incerteza que se encontra a minha vida. Apesar de tantos caminhos a seguir acabo parada olhando para todos os lados como um cachorro assustado procurando seu dono, sem entender exatamente aonde posso parar. Qualquer rota vai me levar num local diferente que talvez me faça ser a mesma pessoa ou que mude completamente a minha vida e deixe tudo invertido. E eu não sei se é isso que eu quero. Ou se não é.
Por hora permaneço parada buscando uma luz atrás de qualquer um dos caminhos, mas começo a ficar tentada a fechar os olhos, girar e escolher no escuro qual será o destino que vou tomar, já que parece que ninguém mais pode gritar meu nome guiando qual é o caminho mais seguro, feliz e que me deixará mais satisfeita. (Alguém fez isso um dia?)

A impossibilidade de escolher mais de um caminho me corrói de uma maneira absurda, só imaginando a quantidade de VIDA que estou desperdiçando deixando de aproveitar todos eles, podendo escolher apenas um, dentre tantos. Poderia viver trinta e cinco histórias diferentes, mas só posso fazer uma escolha, e nem volta ela terá. Cada escolha abre mais uma gama de caminhos que vão me fazer parar e pensar na quantidade de coisas que estou perdendo não podendo aproveitar cada um deles detalhadamente, voltar e escolher o próximo, um após o outro, até decidir qual eu vivi mais e qual me identificaria melhor para traçar o caminho, seja lá qual for ele. Como eu vou saber qual é o caminho, quando não posso nem conhecer todas as opções e destinos?
Acabo sempre de olhos vendados rodando no escuro, escolhendo um destino que não conheço e que vai me levar para onde nunca estive. Mas e os outros destinos, cada caminho que eu não escolhi, para onde eles vão? Tantos caminhos para escolher. Tão pouco para desfrutar.



Por mais responsabilidade online
agosto 2, 2010, 2:29 pm
Filed under: Comportamento, para pensar | Tags: , , ,

Cada vez mais a internet está tomando o lugar do face-to-face, do telefone e de toda a burocracia que isso poderia levar  imprimindo papéis,  chamando motoboys e indo atrás de todas os possíveis registros  de uma ligação telefônica. Hoje, os emails tomaram o lugar das conversas diretas e registram tudo automaticamente. Mas o que deveria ser para facilitar, muitas vezes dificulta.

A internet ainda não é considerada um meio sério de “convivência” por muitas pessoas. Quantos emails referentes a interesse de empregos você enviou e quantos obteve resposta? Isso não aconteceria se você precisasse ir até a porta do local e perguntar qual suas chances e pedindo uma posição. A internet é um meio que muitos ainda consideram informal e não tão sério quanto o real, parece que esquecem que por trás de cada palavra há uma pessoa, e que as relações são basicamente as mesmas. A possibilidade de ignorar uma pessoa sem parecer tão grosseiro cresceu brutalmente com o advento da internet. Você nunca recebeu um “Não recebi seu email” ou alguém com o status de Ausente respondendo suas mensagens no MSN?

Muitas pessoas justificam essa “desimportância” por alguns assuntos que são tratados online porque não consideram um meio totalmente seguro, principalmente pelos SPAMs que muitas vezes tiram a credibilidade de seu email da empresa. O que eles se esquecem é que todos os dias nós ouvimos milhares de assuntos diferentes na rua, no ônibus, no rádio e até conversando com os amigos. Isso não poderia ser considerado spam? Assuntos que muitas vezes você não se interessa, mas é “obrigado” a ouvir? Na internet, ainda há a possibilidade de deletar sem abrir, mas e no mundo real? Você vai mandar a mulher do caixa do banco parar de reclamar com você por um assunto que você não se interessa? Vai dar as costas para os assuntos de elevador e ser chamado de anti-social ou mal educado? Muitas pessoas não hesitam em tomar esse tipo de atitude, mas não há como fazer isso com seu chefe, um policial ou qualquer pessoa que não pode considerar que você o desrespeitou (por mais que apenas não queira ouvir aquela dissertação).

Porque ainda há essa imensa separação do mundo real do virtual, sendo que em todos os meios, existem pessoas por trás de um pensamento ou opinião? Se for para considerar um meio tão promissor como é considerada a internet, vamos começar a tratá-lo com mais seriedade?



I’m Here, novo curta de Spike Jonze
julho 27, 2010, 4:45 pm
Filed under: filmes, Inspiração, O que você fez de inédito hoje? | Tags: , , , ,

O novo curta do Spike Jonze estréia amanhã, só para convidados, no MIS (Museu da Imagem e Som) e apenas na sexta feira será aberto ao público. A apresentação vai até o final da mostra, em agosto.
A história trata de dois robôs apaixonados que moram em Los Angeles e no MIS, prometem que será mais interativa entre o filme e o ambiente que será exibido, mais um bom motivo para quem mora em São Paulo ir até lá assistir.

Esse é o trailler:

Aqui você entra no site oficial.



Música boa do dia
julho 26, 2010, 4:54 pm
Filed under: Musica | Tags: , ,

Eu gosto muito de musicas tranquilas e gostosas de ouvir, como Kate Nash, Regina Spektor, Likke Li…alguns chamam de indie, outros de folk..às vezes até anti-folk (seja lá o que é isso, mas não importa)

Descobri passeando por aí hoje uma banda chamada Florence and the Machine e gostei muito. É bem nesse estilo, tranquila e gostosa de ouvir. Essa aqui, em particular, é uma delícia:


Além de tudo, o clipe é bem bonitinho. (E pelo numero de views, acredito que não seja lá um achado incrível, porque parece ser bem conhecido!)

Para quem quiser ouvir, tem mais no Last.fm deles

Alguém tem mais indicações nesse estilo?

Mas não se enganem, entre essas músicas delicinhas eu também ouço Motley Crüe e outras coisas mais malvadas que não tem nada em comum com nada.



As maravilhas da compra coletiva
julho 21, 2010, 11:48 am
Filed under: Atualidades | Tags: , , , , ,
Vocês já ouviram falar em compra coletiva?
Conhecem o Peixe Urbano?

Compra Coletiva - Peixe Urbano

Ele é um dos sites que estão se popularizando nesse estilo de compra, em que criam ofertas que precisam de um numero mínimo de interessados para serem ativadas.
Por exemplo: Um dia desses eu comprei um desconto no restaurante Dona Carmela, em que pagava 12 reais e ganhava um “voucher” de 40 reais para gastar em comida e bebida.
Restaurante Dona Carmela
Conclusão: eu e o namorado compramos, e temos um jantar completo no restaurante por apenas 24 reais!
Além de São Paulo, ele também tem para outras 20 cidades. É só clicar ali em cima em “Outras cidades” no site e conferir. Ótimo, né?

Mas por quê isso vale a pena para os estabelecimentos?

Nesse caso do restaurante, foram 3363 compras (para validar a promoção era preciso 50 pessoas). Sabe quando essa quantidade de pessoas iria até a Braz Leme comer justamente no Dona Carmela? Pouquíssimas.
Por isso as promoções acabam valendo a pena para os lugares. Muitas pessoas que vão até lá acabam gastando mais que o valor do voucher e pagando a diferença, e mesmo que isso não aconteça, o lugar ainda sai no lucro.
Entenderam?
Também já compramos essa promoção do Bob’s da bandeirantes:

Bobs na Compra Coletiva

Pagamos R$3,90 e ganhamos um crédito de R$14,00 para gastar no Bobs da Bandeirantes (que nós nunca iriamos).
Já tiveram ofertas de Stand Up Comedy, rodízio de comida mexicana, shows, cursos e aulas, bares, cabelereiro, tratamentos de beleza, day spa…tudo que você imaginar!
Achei a idéia muito inteligente e ótima para os locais e principalmente para os consumidores! Estou cadastrada no site tem quase uma semana e já comprei duas promoções.
Para se cadastrar, é só preencher seu email clicando aqui e começar a receber as ofertas.
Quando alguma te interessar (e vai ser logo, eu garanto), é só preencher seu cadastro completo e pronto!

P.S. Pode parecer, mas esse não é um post patrocinado.
De qualquer forma: Peixe Urbano, me patrocina! haha



A essência de um relacionamento
julho 19, 2010, 4:55 pm
Filed under: Comportamento, Inspiração, Literatura, para pensar, sentir | Tags: , , ,

Companheirismo

Casamento

Há mulheres que dizem:
Meu marido, se quiser pescar, pesque,
mas que limpe os peixes.
Eu não. A qualquer hora da noite me levanto,
ajudo a escamar, abrir, retalhar e salgar.
É tão bom, só a gente sozinho na cozinha,
de vez em quando os cotovelos se esbarram,
ele fala coisas como “este foi difícil”
“prateou no ar dando rabanadas”
e faz o gesto com a mão.
O silêncio de quando nos vimos a primeira vez
atravessa a cozinha como um rio profundo.
Por fim, os peixes na travessa,
vamos dormir.
Coisas prateadas espocam:
somos noivo e noiva.

Adélia Prado

Poucas palavras que resumem como é fácil, possível e delicioso ser feliz quando se tem um companheiro (e não apenas um marido/mulher).